.
Nesta postagens trouxemos uma matéria sobre os objetivos da Comunidade Global de Desenvolvimento Sustentável (DPSs) em relação aos padrões profissionais e Direito Internacional.

Direito Internacional e as metas da Comunidade Global de Desenvolvimento Sustentável


O estudo examina a agenda da comunidade global em relação as metas de desenvolvimento sustentável (Sustainable Development Goals – SDGs )  para 2016-2030 aplicando vários indicadores profissionais e legais publicados anteriormente, em uma variedade de campos, para avaliar a conformidade com o direito internacional e os padrões profissionais nas áreas social e gestão para o desenvolvimento sustentável e redução da pobreza e impacto ambiental.



No geral, as metas mostram poucas mudanças na abordagem substantiva, ideológica ou na implementação das Metas Desenvolvimento do Milênio (Millennium Development Goals - MDGs) anteriores. 


De volta ao passado



Essas novas metas são em grande parte uma reafirmação das abordagens do início do século 20 da Europa propostas para nações ditas “mais fracas” e culturas com violação de muitos dos princípios estabelecidos pelo direito internacional no que diz respeito a paz, segurança e direitos após o fim da II Guerra Mundial.




Metas



Conclusão


As conclusões desta abordagem, apesar das reivindicações, são que as metas de desenvolvimento sustentável (Sustainable Development Goals – SDGs)  são susceptíveis de ameaçar ainda mais os objetivos de direito internacional de proteger a diversidade cultural, a soberania, a sustentabilidade e a sobrevivência de forma que pode prejudicar não apenas a lei internacional, mas também a segurança global.



Fonte: David Lempert, Ph.D., JD, MBA, ED Sudeste Asiático e Cultural Heritage Project Ambiental, Diretor Vientiane, Laos

Por Ronaldo G. da Silva: Perfil
.
Compartilhe!

.

Posts Relacionados
 
Top